Siga minhas redes

Como o planejamento estratégico pode incorporar metodologias ágeis

Metodologias ágeis

Compartilhe nas redes

Planejamento Estrategico

O planejamento estratégico continua sendo importante para as empresas, mas a sua forma não tem como ser a mesma dos modelos propostos nas décadas de 1950 e 1960. 

Naquela época, era comum a definição de metas e objetivos para os próximos cinco anos, por exemplo. Hoje, a maioria dos negócios não suportaria um planejamento desse tipo porque estamos em um mundo com muito mais problemas complexos, mudanças rápidas e organizações exponenciais

A partir disso, faz-se necessária a adoção de metodologias ágeis. Assim, em um planejamento estratégico ágil, a dinâmica de gestão muda, sendo preciso desmistificar alguns conceitos também. 

Por isso, entenderemos alguns significados de termos, características e vantagens dessa mudança e como se alinhar a ela para se tornar uma liderança ágil e inovadora. 

O que é planejamento estratégico? 

O planejamento estratégico é um conjunto de ferramentas que, com base em metodologias e em um contexto, estabelece metas e próximos passos conforme objetivos predeterminados da organização. 

Em outras palavras, é algo que ajuda as empresas a se guiarem pelo caminho de onde desejam chegar, fornecendo indicações de como elas podem chegar. No entanto, o tempo passa, o contexto muda e as metodologias que apoiam a elaboração de um planejamento estratégico também, portanto, esse instrumento de gestão foi reestruturado. 

Andrew Groove, ex-CEO da Intel, percebeu que o modelo de planejamento estratégico proposto por Peter Drucker nos anos 1950 precisava mudar. E esse foi o início da criação do framework OKR (Objectives and Key Results), importante incremento para a clássica pirâmide do planejamento estratégico. 

Piramide

Mas a passagem do planejamento estratégico convencional para o planejamento ágil não se trata apenas de incluir novas etapas. Há outras diferenças e características fundamentais nesse novo modelo. 

O que são metodologias ágeis? 

As metodologias ágeis são uma resposta às transformações de contexto da sociedade e à disrupção digital que visa tornar as empresas mais adaptáveis, eficientes e eficazes. 

Importante dizer que não é possível apontar apenas uma “metodologia ágil” que reúna todas as indicações para as novas necessidades da sociedade. Aliás, essa ideia seria um contrassenso ao conceito de inovação e dificilmente seria tão ágil. 

Portanto, o que temos são ferramentas que fazem parte dessa resposta às transformações. Elas foram estudadas e desenvolvidas por diferentes pessoas e até mesmo em épocas diferentes, podemos citar: estratégias Lean, design thinking, Scrum, OKRs, etc. 

Esse conjunto de ferramentas torna a gestão de projetos mais ágil e inovadora porque trabalha com princípios de flexibilidade, tolerância às mudanças, capacidade de testar, modificar, errar e testar novamente.

Vantagens de um planejamento com metodologias ágeis 

  • Otimização da rotina da organização; 
  • Maior alinhamento e integração entre colaboradores e lideranças, visto que todos passam a conhecer os objetivos uns dos outros; 
  • Melhorias na comunicação e senso de colaboração para o alcance das metas; 
  • Avaliação mais rápida de resultados; 
  • Facilita a avaliação individual dos colaboradores que têm suas tarefas individuais bem definidas; 
  • Menos frustrações da equipe que antes viam muitas das metas elencadas no planejamento estratégico convencional se perderem. 

Como criar um planejamento estratégico ágil 

Em um contraponto ao planejamento estratégico convencional, no planejamento ágil, você gasta menos tempo planejando (embora essa não deixe de ser uma etapa essencial) e mais tempo executando tarefas. Consegue perceber a diferença? 

Assim, quando Grove decidiu adaptar o modelo de planejamento estratégico de Drucker e criar o framework OKR, o que ele também queria era traduzir objetivos em ações, tornando-as públicas e mensuráveis. Com isso, todas as pessoas passaram a ter mais ciência dos rumos da organização.

Para coroar a agilidade desse método, temos uma avaliação de desempenho e métricas a cada três meses na empresa. Portanto, em um período de um ano, quatro trimestres de rodadas de definição de metas, execução de tarefas associadas e mensuração de resultados. 

O mapa da jornada de aplicação do OKR compreende oito etapas: 

  1. Visão, missão e valores;
  2. Análise externa;
  3. Análise interna;
  4. Mapa de objetivos estratégicos;
  5. Objetivos;
  6. Resultados-chave;
  7. Tarefas;
  8. Acompanhamento semanal.

Se você está começando a implementar a cultura ágil na sua empresa e quer conhecer detalhes de como funciona um planejamento ágil, sugiro que leia o livro Jornada Ágil – uma caminho para a inovação. Nesta obra, eu e outros especialistas detalhamos o que é e quando (ou por que) utilizar cada etapa citada acima.

Para facilitar e fazer com que você entenda os passos fundamentais, confira algumas ações que você pode tomar desde já para incorporar metodologias ágeis no planejamento estratégico da sua empresa.

Avalie a cultura organizacional

Como é a cultura organizacional na empresa em que você trabalha? Ela já abraça e entende a necessidade da agilidade? Qual é o comportamento das lideranças e dos colaboradores perante os desafios? Entender onde você está, ajuda na identificação de qual caminho seguir. 

Estimule uma mudança de mentalidade na equipe 

Startups podem ter nascido com o “DNA ágil’, mas empresas tradicionais também podem romper padrões e se tornar mais inovadoras. Inicie um trabalho de sensibilização interna, estimule a adoção do mindset de crescimento entre as pessoas da equipe. Esse é um dos pilares da gestão ágil

Adote novos tipos de gerenciamento e mensuração de resultados 

Gerenciar projetos pelo Scrum e ter a possibilidade de avaliar resultados em um prazo menor, já coloca a organização em uma posição de mais agilidade. Afinal, será possível agir para que os próximos resultados sejam diferentes.  

Agora você já sabe o que é um planejamento estratégico ágil, mas a verdade é que nem todas as pessoas estão preparadas para aplicar essa metodologia. Empresas que não estão abertas ao erro, podem não se adaptar ao ágil, por exemplo.  

Isso porque embora o planejamento ágil possa trazer mais resultados, ele também trabalha com uma boa dose de incerteza em alguns momentos. É por isso que o planejamento é mais curto e a implantação de tarefas mais rápida. 

Vale a pena conversar com seus pares sobre o tema. E se já quiser começar um planejamento estratégico ágil, conheça nossos workshops in company. Um deles, o “Planejamento ágil com o uso de OKRs” é voltado exatamente para esse objetivo. 

Palestras
Algoritmo da vida
A vida nem sempre segue um padrão lógico e previsível, mas pode ser compreendido e identificado.
CONTRATAR
Cultura organizacional para inovação​
Não basta criar soluções disruptivas sem fomentar um ambiente de trabalho com uma cultura forte.
CONTRATAR
Fluxo da vida e o tempo
A importância de compreender e aceitar o ritmo natural da vida e a relação do tempo com esse fluxo.
CONTRATAR
Futuro do trabalho e inteligência artificial​
As empresas precisam se preparar para as novas formas de trabalho e ampliar a colaboração entre as pessoas.
CONTRATAR
Inovação é feita de gente​
Aborda as habilidades fundamentais e as condições necessárias para promover a inovação com pessoas e não apenas com tecnologia.
CONTRATAR
Liderança ambidestra e exponencial​
Líderes ambidestros inovam de forma permanente, sem abrir mão da eficácia operacional.
CONTRATAR

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo

Conheça meus livros

Artigos relacionados

Fique por dentro!

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo.

Ao preencher o campo acima você concorda com nossa Política de Privacidade.