Siga minhas redes

Como conciliar inovação aberta e intraempreendedorismo?

Inovação

Compartilhe nas redes

inovaçao-aberta-intraempreendedorismo

Você, certamente, já ouviu a frase: “em time que está ganhando, não se mexe”, repetida constantemente por aí. Em alguns casos, ela pode até ser verdade. Porém, no contexto corporativo, um cenário em constante transformação, ela não se aplica. 

Hoje, as empresas precisam buscar novas formas de evoluir e a solução para isso pode ser encontrada tanto dentro como fora das portas da empresa: com a inovação aberta e o intraempreendedorismo. 

Essas duas estratégias, embora pareçam opostas, podem ser combinadas para superar os desafios e garantir o crescimento, seja em pequenas ou grandes empresas.

Quer saber mais e descobrir como elas podem ajudar a impulsionar o crescimento do seu negócio? Neste artigo, exploraremos os conceitos de intraempreendedorismo e de inovação aberta, mostrando como eles se relacionam, além de trazermos dicas de como implementá-los com sucesso. Acompanhe! 

O que significa inovação aberta?

A inovação aberta é a forma utilizada pelas organizações para conectarem-se com outras instituições, por meio de colaborações e parcerias externas. Essas conexões são geradas entre atores que tem um objetivo em comum: o crescimento e a expansão dos negócios.

Com a inovação aberta, uma empresa pode utilizar as soluções oferecidas por uma startup para resolver um problema, criar novos produtos ou serviços e superar seus desafios. Tudo isso, sem alterar a sua estrutura ou dispor de muitos recursos para essa finalidade.

Parcerias com universidades e outras instituições de ensino para a criação de laboratórios de inovação e hubs de inovação também têm sido uma aposta que tem gerado muitos frutos para grandes empresas nos mais diversos segmentos.

A inovação aberta, ou open innovation, tem sido a alternativa para organizações que buscam agilidade para aumentar a expertise das equipes, acelerar seus resultados e desenvolver ideias que não seriam possíveis de serem executadas internamente. 

Intraempreendedorismo: conceito e estratégia

Enquanto a inovação aberta busca as soluções para os desafios fora da organização, o intraempreendedorismo é aplicado para que as iniciativas de inovação e a criação de novos produtos ou serviços partam de dentro da empresa. 

O intraempreendedorismo (ou empreendedorismo interno) é um conceito que foi apresentado pela primeira vez em 1978, por Gifford e Elizabeth Pinchot.  O seu principal objetivo é promover a inovação por meio de contribuições significativas dos funcionários.

Essa prática tem sido usada por empresas que desejam executar processos de inovação eficazes, alcançando resultados superiores à média de mercado. Ao assumir a responsabilidade direta pelos riscos, os funcionários tornam-se capazes de pensar, planejar e executar processos de inovação eficazes, elevando os resultados de desempenho empresarial.

Mas se engana quem pensa que o intraempreendedorismo visa somente proporcionar mais inovação e aumentar a produtividade de uma organização. Ele também é sinônimo de desenvolvimento organizacional e econômico.

Inovação aberta e intraempreendedorismo: a conexão ideal para gerar mais resultados

A inovação aberta e o intraempreendedorismo são duas estratégias que podem coexistir e funcionar em sintonia e, quando equilibradas, podem render excelentes resultados. 

A correlação entre elas é simples: ter uma cultura organizacional aberta ao intraempreendedorismo impacta diretamente na maturidade que a empresa terá para inovar diante do mercado e para atuar nas parcerias com outras instituições.

Ou seja, os objetivos da inovação aberta e do intraempreendedorismo precisam estar alinhados entre si. Para isso, o planejamento da empresa também deve ser estruturado de forma que essas estratégias não confrontem com os valores organizacionais que norteiam o negócio. 

Como estimular o intraempreendedorismo e a inovação aberta em uma organização?

Como você viu, para ser colocada em prática, a inovação precisa fazer parte do planejamento estratégico da empresa. Diante disso, os colaboradores precisam ter o pensamento inovador incentivado constantemente e manterem-se atualizados, além de ter abertura para expor suas ideias inovadoras, por exemplo.

Crie um ambiente inovador

Para que os colaboradores se sintam capazes de promover a inovação dentro das empresas, é fundamental que confiem nas políticas de gestão e contem com uma estrutura organizacional bem definida. 

Esse processo começa pela capacitação de todos os agentes envolvidos, especialmente as lideranças. Afinal, são elas as responsáveis por incentivar as equipes e definir os objetivos a serem atingidos.

Defina objetivos claros

Embora um ambiente propício à inovação seja importante, apenas isso não garante o sucesso. Ter objetivos claros na implementação da cultura de inovação aberta e de intraempreendedorismo é essencial para que ela funcione. 

Independentemente do porte da organização, definir o caminho a ser trilhado e onde se quer chegar é fundamental para o sucesso de qualquer projeto.

Estabelecer objetivos claros também proporciona um senso de direção e foco para todos os envolvidos, direcionando os esforços da equipe. Além de manter os funcionários mais engajados e comprometidos em contribuir para o sucesso do projeto.

Acompanhe e analise os resultados

Além de estabelecer metas claras e mensuráveis para garantir o sucesso das iniciativas de inovação aberta e intraempreendedorismo, acompanhar e analisar os seus resultados também é fundamental. 

Assim como em qualquer iniciativa empresarial, é muito importante avaliar se os esforços estão gerando os resultados desejados e se estão alinhados com os objetivos estabelecidos.

Ao acompanhar o progresso de um projeto de inovação, a equipe pode identificar possíveis desafios e corrigir a rota, se necessário. Além disso, o acompanhamento contínuo dos resultados ajuda a manter todos os envolvidos engajados e motivados, pois melhora a percepção do impacto direto do trabalho realizado.

Aposte no desenvolvimento constante das equipes

A inovação aberta e o intraempreendedorismo são dois conceitos que, se aplicados corretamente, podem fortalecer suas equipes e garantir a prosperidade dos negócios, trazendo excelentes resultados.

Além de garantir uma vantagem competitiva diante mercado, implementar uma cultura inovadora impacta também na retenção de talentos e na sustentabilidade da empresa a longo prazo.

Mas nada disso acontece sem que os funcionários estejam devidamente capacitados e atualizados com as demandas do mercado. Para que os objetivos de inovação sejam alcançados, é importante investir na formação e no aprendizado contínuo. Assim, as equipes estarão preparadas para aplicar seus conhecimentos e habilidades, contribuindo efetivamente nos projetos de inovação.

Assista a palestra Cultura organizacional para inovação e descubra como podemos ajudar suas equipes a desenvolverem um ambiente propício à inovação aberta e ao intraempreendedorismo.

Palestras
Algoritmo da vida
A vida nem sempre segue um padrão lógico e previsível, mas pode ser compreendido e identificado.
CONTRATAR
Cultura organizacional para inovação​
Não basta criar soluções disruptivas sem fomentar um ambiente de trabalho com uma cultura forte.
CONTRATAR
Fluxo da vida e o tempo
A importância de compreender e aceitar o ritmo natural da vida e a relação do tempo com esse fluxo.
CONTRATAR
Futuro do trabalho e inteligência artificial​
As empresas precisam se preparar para as novas formas de trabalho e ampliar a colaboração entre as pessoas.
CONTRATAR
Inovação é feita de gente​
Aborda as habilidades fundamentais e as condições necessárias para promover a inovação com pessoas e não apenas com tecnologia.
CONTRATAR
Liderança ambidestra e exponencial​
Líderes ambidestros inovam de forma permanente, sem abrir mão da eficácia operacional.
CONTRATAR

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo

Conheça meus livros

Artigos relacionados

Fique por dentro!

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo.

Ao preencher o campo acima você concorda com nossa Política de Privacidade.