Siga minhas redes

Pessoas no centro: repensando os valores da empresa

Cultura Organizacional

Compartilhe nas redes

pessoas no centro

Os valores da empresa, em geral, estão relacionados à ética, responsabilidade social e integridade nos negócios. Eles são a base da cultura organizacional e norteiam os caminhos seguidos pela companhia. No entanto, há um componente essencial que muitas vezes é subestimado: as pessoas. 

Colocar os colaboradores no centro da cultura organizacional tem começado a ganhar mais destaque. Essas mudanças vêm ocorrendo porque as empresas perceberam que o verdadeiro motor da inovação e crescimento são os profissionais. 

Entretanto, para ser uma empresa verdadeiramente centrada em pessoas, é preciso construir uma mudança de mentalidade.

Neste artigo, você  entenderá a importância de construir uma cultura voltada para os colaboradores. Além disso, compreenderá como construir mudanças efetivas nos valores da organização. Continue a leitura para saber mais. 

O que significa ter as pessoas no centro

Em um momento de intensa transformação tecnológica, pode soar contraditório construir o maior foco no investimento em pessoas. O avanço das ferramentas de inteligência artificial e o aprimoramento de algoritmos, por exemplo, criam a sensação de que o humano sairá de cena.

Entretanto, mais do que nunca, as pessoas serão essenciais para gerar inovação. Organizações centradas em pessoas têm resultados de vendas duas vezes maiores. Isso é efeito da maior satisfação dos colaboradores, que se sentem valorizados.

Dessa forma, uma empresa centrada em pessoas coloca os colaboradores como pilar das tomadas de decisão. Esse tipo de organização se preocupa em atender às expectativas e necessidades dos profissionais. Criar um ambiente de trabalho saudável e prezar pelo desenvolvimento do colaborador são prioridades. 

O objetivo de organizações assim é apostar no cuidado com sua equipe, melhorando a satisfação e engajamento. 

Ao redefinir os valores da empresa e colocar as pessoas no centro, reconhecem que são elas as principais responsáveis pelo crescimento. Essa perspectiva leva ao aumento da produtividade e dos resultados.

As vantagens de ter pessoas no centro

Repensar os valores da empresa para que a cultura se torne voltada para pessoas traz muitos benefícios.

O primeiro deles é a melhora no engajamento da equipe. Os colaboradores se sentem mais valorizados e reconhecidos. Isso aumenta o pertencimento e, consequentemente, os resultados. O maior engajamento impacta a produtividade, a qualidade das entregas e a criatividade.

A cultura das pessoas no centro também incentiva a inovação. A inovação é feita por pessoas. Ferramentas tecnológicas podem servir de auxílio, mas sem as pessoas não existe avanço. 

Ao se sentirem respeitados e valorizados, os colaboradores ficam mais propensos a inovar. A partir do maior número de ideias criativas, a empresa torna-se capaz de encontrar novos caminhos e novas soluções.

Com uma cultura centrada em pessoas também é possível atrair mais talentos. Os valores da empresa a tornam mais atraentes para os profissionais. Dessa forma, aqueles que procuram um ambiente de trabalho harmonioso e saudável buscarão uma posição.

Por perceberem o seu desenvolvimento profissional, as equipes que integram a organização desejam permanecer. Com isso, a permanência de talentos aumenta e os custos com recrutamento diminuem. 

Práticas fundamentais de empresas centradas em pessoas

Fomentar uma cultura centrada em pessoas exige a construção de novas práticas. Liderança e equipes precisam estar alinhadas para que os novos valores sejam postos em prática. 

Essas são algumas ações fundamentais para fomentar uma cultura organizacional centrada em pessoas.

1. Definir os princípios

O primeiro passo para transformar a cultura da organização é definir os novos princípios. Os valores devem destacar o respeito, cuidado e incentivo ao desenvolvimento. 

A partir disso, é preciso apresentar o novo posicionamento para toda a equipe. As lideranças devem estar alinhadas com os paradigmas da empresa e fomentar as práticas no dia a dia.

Com isso, a nova cultura passará a fazer parte da rotina dos colaboradores.

2. Implementar o feedback contínuo 

Empresas que valorizam as pessoas cultivam uma cultura de feedback. Essas trocas serão essenciais para incentivar o desenvolvimento dos colaboradores.

Entretanto, é preciso ressaltar que as avaliações devem ser feitas a partir de critérios claros e objetivos. Ou seja, o caminho é construir feedbacks que levem em conta os resultados alcançados, o comportamento e as habilidades. 

É importante apresentar uma visão ampla sobre o desenvolvimento do talento. Por isso, uma perspectiva objetiva e livre da construção de vieses inconscientes será essencial.

Essa prática mostra que a empresa está comprometida em promover o crescimento individual e coletivo. Assim, cria-se um ambiente onde a aprendizagem é constante.

3. Fomentar a educação continuada

Além do feedback, a educação também será central no desenvolvimento profissional de seus colaboradores. A empresa deve incentivar que os colaboradores sigam aprendendo, independente do estágio em que estejam na carreira.

Investir nisso é um sinal claro de que a empresa está comprometida em capacitá-los. Programas de treinamento, cursos, mentorias e workshops devem fazer parte da rotina das equipes. Assim, os profissionais estarão mais preparados para enfrentar desafios.

4. Promover o equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Valorizar as pessoas também significa reconhecer que suas vidas vão além do trabalho.

Segundo um estudo do WeWork, 95% dos colaboradores consideram a flexibilidade como um aspecto importante. Portanto, esta é uma demanda dos profissionais que deve ser levada em consideração.

Empresas que oferecem flexibilidade de horários e políticas que promovem o bem-estar dos colaboradores constroem ambientes de trabalho mais saudáveis. 

Essa prática também impacta na satisfação, produtividade e criatividade dos profissionais.

5. Reconhecer os esforços da equipe 

O reconhecimento também fará grande diferença na definição dos valores da empresa. 

Reconhecer e valorizar o trabalho e as contribuições individuais é essencial para empresas centradas em pessoas. Essa valorização pode ocorrer de diferentes formas:

  • Promoções e aumentos salariais;
  • Reconhecimento público; 
  • Celebração de conquistas;
  • Prêmios e benefícios.

Com o reconhecimento, cada membro da equipe se sente parte integrante do sucesso da empresa. Assim, o profissional entende o impacto de suas ações e percebe que o seu trabalho faz diferença no resultado. Além disso, a valorização será um incentivo na busca por melhores resultados.

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe este artigo para que mais profissionais compreendam a importância de promover uma cultura centrada em pessoas. 

Palestras
Algoritmo da vida
A vida nem sempre segue um padrão lógico e previsível, mas pode ser compreendido e identificado.
CONTRATAR
Cultura organizacional para inovação​
Não basta criar soluções disruptivas sem fomentar um ambiente de trabalho com uma cultura forte.
CONTRATAR
Fluxo da vida e o tempo
A importância de compreender e aceitar o ritmo natural da vida e a relação do tempo com esse fluxo.
CONTRATAR
Futuro do trabalho e inteligência artificial​
As empresas precisam se preparar para as novas formas de trabalho e ampliar a colaboração entre as pessoas.
CONTRATAR
Inovação é feita de gente​
Aborda as habilidades fundamentais e as condições necessárias para promover a inovação com pessoas e não apenas com tecnologia.
CONTRATAR
Liderança ambidestra e exponencial​
Líderes ambidestros inovam de forma permanente, sem abrir mão da eficácia operacional.
CONTRATAR

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo

Conheça meus livros

Artigos relacionados

Fique por dentro!

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo.

Ao preencher o campo acima você concorda com nossa Política de Privacidade.